Jovem de SP processa mulher de Pyong Lee por fraude em sorteio - Itupeva Agora

Agora

sexta-feira, 10 de julho de 2020

Jovem de SP processa mulher de Pyong Lee por fraude em sorteio





A influencer Sammy Lee, esposa de Pyong Lee, está sendo processada acusada de fraudar o sorteio de um carro zero realizado em seu Instagram. O caso foi parar na Justiça depois que Tayná Bertoglio, moradora de Tatuí (SP), participou de um concurso promovido pela influencer e alega ser a ganhadora do veículo.

Segundo o G1, ação, que tem valor de R$ 50 mil, pede danos morais e corre no Tribunal de Justiça de Tatuí. Nos autos a seguidora alega que "cumpriu todos os requisitos para participar do referido sorteio e que, sem qualquer alteração no regulamento oficial, os réus promoveram mudanças nos critérios de contemplação".

Segundo Tayná, o concurso foi regulamentado pela Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria (Secap) e realizado por Sammy Lee e parceiros da influencer no Instagram.




Em maio, a influencer anunciou um sorteio de um Renault Kwid 0km em seu Instagram. Para participar, era necessário ser maior de 18 anos, comentar na foto oficial do evento marcando duas contas e seguir outros 55 perfis de parceiros da ação.


Os internautas eram inseridos em uma planilha com uma sequência numérica, sendo que os números seriam escolhidos na extração da Lotomania de 5 de junho. Em 9 de junho, porém, a Quasar Treinamentos, responsável pelo sorteio, alterou o parceiro e responsável pela divulgação do sorteio. Além disso, a planilha com os números da sorte também teria sido alterada.




“No desacordo com o parceiro, ela começou a agir por conta própria e mudou as regras do sorteio. No regulamento autorizado pela Secap, a data de sorteio foi marcada para o dia 5, mas ela colocou para o dia 12 por conta própria. Isso não foi autorizado”, explica Tayná.

“Quando a Lotomania [um jogo de loteria da Caixa Econômica Federal] do dia 5 saiu, se ela seguisse o regulamento, eu seria a ganhadora do carro”, afirma.

“A gente fica na expectativa pelo sorteio. No dia 5 eu recebi mensagens de amigos que falaram que fui contemplada. Fiquei feliz, mas imagina você quase ganhar um carro? Eu me senti prejudicada por um problema da Sammy e o patrocinador do sorteio. Não é um problema meu. E ela deveria ter mantido de acordo com o que foi divulgado. Foi uma falta de responsabilidade e ela não pensou no seguidor e nem na expectativa e ansiedade que o concurso gerou.”

A advogada de defesa de Tayná Bertoglio disse ao G1 que o processo está em fase de citação e que aguarda o parecer da Justiça.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad