Itupeva volta à fase vermelha: só os serviços essenciais poderão funcionar a partir de segunda (06/07) - Itupeva Agora

Agora

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Itupeva volta à fase vermelha: só os serviços essenciais poderão funcionar a partir de segunda (06/07)









Por decisão do Governo do Estado, a partir da próxima segunda-feira, 6 de julho, Itupeva e outras cidades que fazem parte da Região de Saúde de Campinas voltam à fase vermelha do Plano São Paulo de Retomada da Economia.
Com isso, voltam a ser permitidos somente os serviços essenciais.








A decisão foi tomada pelo Governo do Estado com base em cinco indicadores epidemiológicos de toda a região de Saúde de Campinas composta por 42 cidades. São avaliados a capacidade hospitalar e avanço de casos de Covid-19.

O prefeito Marcão Marchi ressalta que Itupeva tem realizado o trabalho de orientação e prevenção constantemente. O município completou uma semana sem registrar novos óbitos por Covid-19. “Mesmo que os números não sejam tão graves em relação a cidades vizinhas, é hora de agir com responsabilidade. Eu peço a ajuda para todos vocês. É hora de todo mundo estar unido. Quem sair, deve usar máscaras e manter o distanciamento social.”

Uma semana sem registro de novos óbitos - Itupeva completou uma semana sem registrar novos óbitos por Covid-19.

Além disso, o município registrou de 370 pessoas recuperadas do novo coronavírus desde o início da pandemia, há pouco mais de três meses.










Até o momento, conforme o boletim diário da Prefeitura, a cidade contabiliza 14 óbitos. São 401 casos confirmados, porém, 370 pessoas já recuperadas, sendo um dos principais municípios da região, com menor taxa de mortalidade, em decorrência do Coronavírus.

Além disso, a Prefeitura e o Comitê Técnico-Científico de Covid-19 (com especialistas em Saúde), continuam acompanhando os dados epidemiológicos; reforçando sempre o trabalho de orientação como a Blitz Solidária com a distribuição de máscaras e informativos; e realizando ações preventivas como as desinfecções em ruas, locais de grande circulação e prédios públicos.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas