Prefeitura de Cabreúva investiga mortes de familiares de funcionários de frigorífico com casos de Coronavírus. 53 funcionários testaram positivo para doença - Itupeva Agora

Agora

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Prefeitura de Cabreúva investiga mortes de familiares de funcionários de frigorífico com casos de Coronavírus. 53 funcionários testaram positivo para doença


Segundo informações do G1 a Prefeitura da cidade de Cabreúva apura as mortes de pelo menos dois familiares de funcionários de um frigorífico que registrou casos de coronavírus. Uma liminar, divulgada na terça-feira (16), determinou a suspensão das atividades na empresa por 14 dias.

A decisão de suspender o trabalho foi tomada após uma denúncia da Vigilância Sanitária da cidade, que apontava cerca de 50 funcionários com diagnóstico positivo para o COVID-19. 

O Ministério Público do Trabalho determinou que todos os trabalhadores fossem testados. Segundo a prefeitura, até quarta-feira (17), 53 funcionários testaram positivo para a doença. Nenhuma morte foi registrada entre os trabalhadores. 

Determinações 

A liminar expedida pelo MPT suspende as atividades por 14 dias e determina que o retorno de cada funcionário seja autorizado somente após o diagnóstico negativo da doença. 

A decisão também determina que, no período de suspensão de atividades, o contrato de trabalho dos empregados deve ser interrompido, sem prejuízo na remuneração, ficando autorizado o uso de "interrupção contratual válida", como férias coletivas, licença remunerada e etc. O frigorífico deve também fornecer equipamentos de proteção e insumos de higiene, como máscaras e álcool em gel, e acolher atestados médicos de afastamento por suspeita de Covid-19 ou por contato com pessoas que contraíram a doença. 

Nesse período, o frigorifico deve operar apenas com poucos empregados para possibilitar a conservação de máquinas e de alimentos, e ainda deve apresentar, ao término da suspensão das atividades, um "plano de contingenciamento e/ou prevenção de infecções e transmissibilidade", com acompanhamento da Vigilância Sanitária de Cabreúva e do MPT.
O MP do Trabalho informou que a promotoria deu 48 horas para a empresa suspender as atividades. O prazo se encerra nesta quinta-feira (18).  

Caso seja constatado que o local está funcionando com mais funcionários do que o permitido, será aplicada uma multa diária de R$ 10 mil. A reportagem do G1 tentou contato com o frigorífico várias vezes, mas não obteve retorno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad