Hospital de Campanha servirá de retaguarda do Hospital Nossa Senhora Aparecida, em caso de aumento na taxa de ocupação - Itupeva Agora

Agora

sábado, 13 de junho de 2020

Hospital de Campanha servirá de retaguarda do Hospital Nossa Senhora Aparecida, em caso de aumento na taxa de ocupação










O Hospital de Campanha de Itupeva está pronto, e pode funcionar como retaguarda do Hospital Nossa Senhora Aparecida, caso seja registrado aumento na taxa de ocupação.
Com 27 leitos, equipamentos, sala de medicamentos, o prédio que já estava pronto para funcionar como Centro de Especialidades e Diagnósticos da cidade após a pandemia, está todo estruturado.

O Hospital de Campanha funcionará, caso haja demanda de pacientes. Situação que, hoje está dentro da programação do Hospital Nossa Senhora Aparecida, que tem baixa taxa de ocupação. Atualmente, registra 2 leitos ocupados por pessoas com casos suspeitos de Coronavírus.









“Tudo o que foi investido aqui com a aquisição de mobiliário, medicamentos, equipamentos pode ser utilizado tanto para o Hospital de Campanha, que será retaguarda para casos leves de Covid-19 do Hospital Nossa Senhora Aparecida, caso atinja a taxa de ocupação de 90% da capacidade, quanto para o Centro de Diagnósticos, futuramente. A estrutura do prédio já estava pronta ”, explica o médico responsável pelo Hospital de Campanha, Marcos Ferrari.

O prédio próprio da Prefeitura fica na rua Emílio Carlos Tosi, 80, no Jardim São Vicente, ao lado do Ginásio de Esportes, e está habilitado no Ministério da Saúde desde abril.

A Saúde de Itupeva conta com 54 leitos para atender exclusivamente pacientes com suspeita ou caso confirmado de Covid-19, sendo 27 no Hospital Nossa Senhora Aparecida, desses, 9 com respiradores, e 27 no Hospital de Campanha.









“Desde o início da pandemia, nós adotamos e adequamos a rede municipal de Saúde para atender, tratar e cuidar da população de Itupeva. Temos equipe de profissionais e estrutura. Nossa taxa de ocupação de leitos é baixa, e isso graças à colaboração da população”, ressalta a secretária de Saúde, Luciane Cunha.

O Comitê de Gerenciamento de Ações de Enfretamento ao Coronavírus e o prefeito Marcão Marchi, organizaram e implantaram ações para evitar a propagação de Covid-19. “Uma das primeiras medidas foi adquirir recursos para montar um Hospital de Campanha em Itupeva. Trabalhando dentro do prazo inicial estipulado pelo Ministério da Saúde de possível pico de casos de Covid-19, que seria no final de abril”, explica o médico Marcos Ferrari.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad