Campinas pode voltar a fechar o comércio - Itupeva Agora

Agora

sexta-feira, 19 de junho de 2020

Campinas pode voltar a fechar o comércio





O secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, indicou nesta quinta-feira (18) que o governador João Doria (PSDB) deve determinar amanhã (19) a volta de Campinas para a fase 1 (vermelha) do Plano São Paulo, em que apenas serviços essenciais ficam autorizados a operar.

"A situação é muito preocupante. Estamos acompanhando e vamos analisar os dados hoje e amanhã o governador João Doria pode fazer algum anúncio em relação às duas regiões", disse Vinholi referindo-se também à região de Sorocaba.

Segundo ele, Campinas está com 90% dos leitos de UTI ocupados e registrou uma taxa de internação de 104% nos últimos sete dias.




Ele ressaltou que a situação só não está pior por causa da abertura de novos leitos que foi possível pelo envio de 65 respiradores para a região de Campinas.

O Plano São Paulo não considera os índices isolados das cidades. No caso de Campinas, são avaliados os dados referentes ao avanço da pandemia em 42 cidades da DRS (Diretoria Regional de Saúde) 7, sediada em Campinas - se apenas os indicadores de Campinas fossem considerados, a cidade não seria mantida na fase 2 (laranja), onde está atualmente.

Na tarde desta quinta, em transmissão em suas redes sociais, o prefeito Jonas Donizette (PSB) disse que, neste momento, não dá para ir contra os fatos. Ele afirmou que tem se esforçado para abrir novos leitos, mas que "não adianta encher uma caixa d´água com uma boca maior vazando".

"Não é de hoje que eu falo isso, falei lá atrás, se fosse necessário nós reveríamos a liberação das atividades econômicas", afirmou.




PLANO SÃO PAULO

O plano começou a ser implantado no dia 1º de junho, e a região de Campinas foi colocada na fase 2, que permite o funcionamento restrito do comércio de rua, shoppings, escritórios, imobiliárias e concessionárias de veículos.

Em Campinas, no entanto, o prefeito Jonas preferiu adiar o início do plano para o dia 8 - na ocasião, ele disse que aguardava a instalação de novos leitos de UTI e de enfermaria para tratamento de casos de covid-19.

O governo do Estado avalia a situação das regiões a cada duas semanas, levando em conta critérios como a ocupação de leitos e o avanço dos casos e óbitos pela doença. É seguindo esses indicadores que as regiões são autorizadas a avançar de fase - com a abertura de mais setores - ou são obrigadas a regredir.

A próxima avaliação das fases do Plano São Paulo será divulgada somente dia 26. No entanto, se for para regredir de fase - como no caso de Campinas -, os prefeitos, bem como o governo estadual, podem fazer a determinação a qualquer momento, independente da data fixa para as divulgações do governador.

Por isso é possível que o governador João Doria anuncie a regressão de Campinas para a fase anterior já nesta sexta-feira (19).




REABERTURA

Em Campinas, o fechamento do comércio e serviços começou no dia 23 de março. Os estabelecimentos só reabriram no dia 8 de junho, e mesmo assim com o funcionamento limitado a 20% da capacidade de clientes e durante apenas quatro horas por dia.

Mesmo assim, houve o registro de muitas filas e aglomeração de clientes principalmente na rua 13 de Maio, no Centro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad