REGIÃO - Mais de 550 empresas fecharam as portas em Jundiaí por conta da pandemia, diz prefeitura - Itupeva Agora

Agora

segunda-feira, 15 de junho de 2020

REGIÃO - Mais de 550 empresas fecharam as portas em Jundiaí por conta da pandemia, diz prefeitura






Segundo matéria do G1/TV TEM muito comércios de Jundiaí precisaram encerrar as atividades durante o período da pandemia do Coronavírus. Um levantamento feito pela prefeitura aponta que, de março a maio, 559 empresas fecharam as portas nos setores de comércio e serviços.




Para tentar ajudar os empresários frente às dificuldades, a prefeitura disponibilizou uma plataforma online com vários cursos.

"São 140 ações e mais de seis mil oportunidades de vagas de capacitação para oferecermos aos empresários mais 'frágeis' no elo da economia enfrentarem esse momento difícil", explica o gestor de finanças de Jundiaí, José Antônio Parimoschi.

Luiz Gonzaga Lima Neto tem uma casa de show na cidade que está vazia há quase dois meses. Além de não receber mais o público, o local também está tendo uma baixa renda. Foram 10 anos trabalhando no setor e, apesar das dificuldades, ele segue otimista para o retorno.

"Temos muitos pedidos para que volte [a funcionar]. Tomara que, quem sabe mais para a frente, a gente consiga retomar".



Fernando Nicioli é proprietário de um restaurante de comida tailandesa e conta que o sonho de levar o negócio adiante o fez trilhar outros caminhos e se adaptar diante da situação. "Não quero deixar de trabalhar com isso. Então, quem gosta da comida tailandesa poderá nos contratar", diz.

A empresa de Luciana Rezende Lacerda por pouco não fechou as portas. Eles faziam porções para vender exclusivamente para bares da cidade e de todo o país, mas, com os locais fechados, agora os salgadinhos são vendidos em porções menores, de um jeito prático para o consumidor fazer em casa.

"Nós pensamos em embalagens menores para facilitar o transporte e venda. Começamos a trabalhar com as redes sociais também e as pessoas se interessaram. Foi uma saída para nos livrarmos dessa situação da pandemia", diz.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad