Sitio Kobayashi produz 60 toneladas de uva Niagara em Itupeva - Itupeva Agora

Agora

04 dezembro, 2017

Sitio Kobayashi produz 60 toneladas de uva Niagara em Itupeva


Reconhecida recentemente como Municipio de Interesse Turístico (MIT) pelo Governo do Estado, Itupeva se mostra cada vez mais integrada com as ações de valorização do turismo, lazer e produções agrícolas que estão no ranking nacional. Foi assim com o Alambique JP (reconhecido internacionalmente), a Fazenda Buonogel (uma das maiores produtoras de brócolis do País) e agora com a família Kobayashi, uma das principais fornecedoras de uva Niagara do Brasil.
Nesta segunda-feira, o prefeito Marcão Marchi esteve na prioridade a convite dos proprietários e pôde conferir de perto todo o trabalho realizado.

A colheita anual de uva Niagara da família Kobayashi chega a impressionantes 60 toneladas. O sítio também se destaca pelas plantações de pêssego, nectarina e as diversidades de uva, como, BRS Clara (uva sem semente), shiraz, isabel, bordo, itália e rubi.

“Faço questão de mostrar a dedicação da família Kobayashi e as plantações, pois é nossa missão valorizar o turismo rural e os agricultores da nossa cidade. Eles fazem parte da história itupevense e do progresso do Município”, comentou o prefeito Marcão Marchi.

“Posso dizer que o que se foi planejado nós alcançamos, não foi um trabalho fácil, mas é a realização de um sonho. Essas plantações fazem parte da minha vida, foram anos de estudos que hoje coloco em prática em nossas terras”, disse o engenheiro agrônomo Marcos Kobayashi, 43 anos - integrante da terceira geração de agricultores da família.

Um dos pontos de destaque no sítio é a plantação da uva Niagara de maneira latada e no caramanchão - segundo Marcos, um dos poucos produtores da região especializado neste tipo de produção. “Ela é mais comum para as espécies itália e rubi, as chamadas uvas de mesa. Com o passar do tempo, analisamos que a produção da Niagara feita desta maneira nos ajudaria não só em ampliar a quantidade, mas principalmente na qualidade do produto”, completou Marcos Kobayashi.





História – O avô dele, Tuguio Kobayshi, chegou ao Brasil em 1933, tendo como moradia São Joaquim da Barra/SP. Na sequência, cumpriu os dois anos exigidos pela imigração e retornou à cidade natal, Ibarake, no Japão.

A viagem serviu para buscar os familiares e retornar ao Brasil, desta vez em Orlândia/SP, local onde começou a trajetória na agricultura plantando, algodão, café e arroz.

Por volta de 1959, quando já estavam morando em Sertãozinho, aceitaram o desafio de vir para Itupeva, que até então pertencia a Jundiaí. Começaram a plantar verduras e legumes para o sustento da casa, até a uva emplacar como fonte principal de renda.

“Lembro-me que não foi fácil no começo, apostamos na plantação de uvas, algo novo para a nossa família. Com muito esforço, conseguimos o nosso objetivo. Hoje não estou mais à frente dos negócios, mas acompanho de perto as plantações. Este sítio faz parte da minha vida”, falou Nobuo Kobayashi, de 81 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad