Menina de Jundiaí faz sucesso na internet com vídeos sobre alopecia - Itupeva Agora

Agora

03 dezembro, 2017

Menina de Jundiaí faz sucesso na internet com vídeos sobre alopecia

Segundo o G1 Larissa Moraes Medeiros, de 9 anos, grava vídeos explicando sobre a doença que faz todos os fios de cabelo e pelos do corpo caírem.

A youtuber mirim Larissa Moraes Medeiros, de 9 anos, moradora de Jundiaí (SP), vem conquistando a internet com vídeos explicativos sobre o dia a dia de uma pessoa que tem alopecia, doença marcada pela perda de cabelos. O primeiro vídeo do "Canal da Lari", em que a menina conta que tem alopecia e classifica a doença como "bem normal", já teve mais de 125 mil visualizações.

"Ela fez [o canal] e a gente não sabia. A gente deixa e estimula também para ela ter uma ocupação, para não ter tanta preocupação com a questão do cabelo", afirma a mãe da menina, Vanessa Garcia de Moraes. Fotos de quando Larissa era bebê mostram que ela nasceu cabeluda e ficou assim até um pouco antes de completar dois anos, quando Vanessa percebeu que havia algo errado acontecendo. Depois de passar por alguns médicos, Larissa foi diagnosticada com alopecia.

"Até fechar o diagnóstico dela, ela já tinha perdido 70% do cabelo. A gente não sabia o que era. A gente não sabia o que era alopécia", lembra a mãe. A medicina ainda não sabe ao certo como a alopecia pode surgir e nem encontrou uma cura específica.

"Alopecia universal é a mais complicada porque o indivíduo normalmente perde todos os fios de cabelo e pelos do corpo. A origem não sabe direito determinar-se, mas ela pode ser sim relacionada a algum tipo de trauma ou estresse, alteração hormonal ou até mesmo uma deficiência vitamínica", explica a especialista na doença, Luciene Hubner.
Preconceito


A youtuber mirim já passou por diversos tratamentos, que até ajudaram um pouco no crescimento dos fios, mas uma forte gastrite fez com que os médicos e a família interrompessem o tratamento.
"O começo foi o mais sofrido porque eu levava ela para escola de ônibus e muita gente saia de perto porque achava que pegava. Ficou muito estranho quando estava caindo", relata Vanessa.
Situações como essa não impediram que a menina criasse um canal na internet. "Tinha bastante gente que perguntava o que eu tinha. Se era câncer, alopecia, um montão de coisa... Agora bastante gente não pergunta", conta Larissa.

Vaidade

Apesar da falta de cabelos ser normal para a Larissa, ela gostaria de ter uma peruca feita com fios naturais. "Eu gosto de fazer penteados", resume a menina, que já conseguiu arrecadar os cabelos e agora organiza pela internet uma vaquinha para pagar os custos da confecção da peruca, que será feita em Bauru (SP).

"Ela não tinha falta ainda, mas acho que agora já está chegando na idade que sente a falta. Acho que vamos estranhar ela de cabelo. Ela é muito linda, é o nosso bebê", finaliza a mãe.

Fonte: G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad