Estelionatários voltam a aplicar golpes na região - Itupeva Agora

Agora

05 outubro, 2017

Estelionatários voltam a aplicar golpes na região


Leitores do “Jornal da Região” estão sendo alvos de estelionatários e alertam para o falso golpe do prêmio de operadora de telefonia.

Segundo os leitores, falsos funcionários entram em contato com os clientes e comunicam que eles foram contemplados com prêmios, mas para isso precisam se dirigir a um caixa eletrônico do banco em que tem conta. Pelo menos quatro pessoas teriam recebido esse tipo de ligação nas duas últimas semanas.

Daiane da Silva alerta que decidiu compartilhar o fato para que outras pessoas não passem por isso ou até mesmo caiam no golpe.

No último dia 28, ela recebeu uma ligação de um homem que se identificou como sendo Mauro Cesar Galvão, do setor 08 de promoções de uma operadora de telefonia celular. “Ele me ligou do telefone (11) 9 9623-6139 e me pediu para que eu fizesse as seguintes anotações sobre a promoção: numero do crachá dele 0066 – endereço Avenida das comunicações 1613 – Osasco – SP – protocolo 20170060484/745-03. Este último número provavelmente é o numero de sua conta. Resolvi dar “corda” na conversa, ele então continuou, sendo muito convincente, dizendo que eu havia ganhado um prêmio no valor de R$ 25 mil, o qual seria depositado na minha conta. E ainda que havia ganho uma moto Honda CG FAN 160 ano 2018, e que ela que seria entregue em meu endereço.”

A leitora conta ainda que pediu para que o atendente confirmasse o endereço do cadastro. “Ele disse que não estava na tela de acesso. Perguntou se eu estava contente com o prêmio, perguntou ainda se eu acreditava em Deus e se eu estava preparada para receber essa benção. Ele citou o nome de cinco entidades bancárias que seriam ‘patrocinadoras da promoção’ (Banco do Brasil, Bradesco, Santander, Itaú e Caixa Econômica).”

Daiane relata ainda que para ser mais convincente, o falsário pediu que ela acessasse um site para conferir mais detalhes da promoção. “Para que eu soubesse que o que ele estava falando era verdade disse que a ligação estava sendo gravada e para que eu fosse repetindo as informações que ele fosse passando para ficar registrado na gravação. Alegou ainda que eu poderia solicitar uma copia da gravação em vários órgãos como Anatel, Procon e Polícia Federal.”

Só depois de passar todas essas informações é que o falso funcionário perguntou em qual banco e o tipo de conta que a leitora tinha. “Quando eu falei, ele pediu que me encaminhasse a uma agência mais próxima para eu poder realizar os procedimentos que ele iria me dizer para que então fosse creditado na minha conta o valor que eu supostamente tinha ganho.”

Mesmo depois de dizer que levaria uns 20 minutos para se deslocar até uma agência, o falso atendente disse para ela não se preocupar com o custo da ligação, pois era uma ligação gratuita e durante o percurso eles iriam interagindo. “Ele disse ainda que eu poderia guardar o celular no bolso deixando a ligação ativa, e que para voltar a ter contato com ele deveria apertar a tecla 5 por duas vezes que ele retornava a linha. E se a ligação caísse ele retornava em seguida.”

Ela trabalha em um shopping de Jundiaí e tem acesso fácil a sua agência. “Resolvi ver se era verdade, eu fui até a minha agência. Ele permaneceu na linha até que eu tirasse um extrato, e logo em seguida falei que eu não tinha nenhum valor que ele tinha me passado. Ele ressaltou que ele não pediria nenhum dos meus dados pessoais, somente que eu passasse a data o horário e o código do caixa eletrônico, para confirmar a conta. O atendente começou a questionar meus limites, eu não passei porque essas informações são pessoais e não vinham ao caso. Queria saber quanto eu tinha em conta, quanto tinha de limites e disponível para empréstimo.”

A leitora conta ainda que o estelionatário pediu que ela colocasse seu extrato em um envelope e simulasse um depósito em cheque na própria conta corrente para ativar a promoção. “Só assim ele poder creditar o valor em conta. Achei estranho, então eu disse que não ia mais continuar e desliguei a ligação. Ao lado de minha agência tem uma loja da operadora de telefonia e imediatamente fui lá falar do golpe que estava sofrendo. O rapaz voltou a ligar no meu telefone e a atendente falou com ele, dizendo que se tratava de um golpe e que a operadora não faz esse tipo de promoção.”

A Polícia Civil orienta que é importante estar atento com ligações de números desconhecidos e ainda alerta sobre ofertas de dinheiro fácil. Outro cuidado é nunca passar dados pessoais e bancários.

Fonte: Jornal da Região

Um comentário:

  1. ME LIGARAM TBM, DEI MOR CORDA PRO CARA, MAIS ERA OBVIO Q ERA GOLPE.KKKK

    ResponderExcluir

Post Top Ad