Você pode ter acesso a Câmeras que mostram pontos de Itupeva em tempo real - Itupeva Agora

Agora

26 julho, 2017

Você pode ter acesso a Câmeras que mostram pontos de Itupeva em tempo real


Do celular é possível observar como está a rua da sua casa. As imagens, em tempo real, mostram toda a movimentação do bairro e caso haja algo errado, é possível disparar um alerta do aplicativo para o órgão como empresa de segurança, vigia noturno ou até mesmo no próprio celular de algum líder do bairro ou condomínio. As cidades que também aderirem ao projeto poderão também ter essas imagens dentro de suas organizações, como na própria Prefeitura, Guarda Municipal, Departamento de Trânsito, ou outro órgão. Isto já está se tornando uma realidade em algumas cidades, como Vinhedo e Campo Limpo Paulista, que em breve terá o sistema inaugurado e contará com o programa ‘Vigilância Solidária’.
Em Itupeva, algumas câmeras já instaladas podem contribuir para a segurança. “Estamos apresentando este programa, que é inovador, e esperamos que seja bem aceito na cidade”, conta o proprietário da empresa de segurança Edumac e franqueado da ‘Vigilância Solidária’, Eduardo da Cruz.
“É a maior inovação na área de segurança. As imagens ficam armazenadas na ‘nuvem’, em servidores espalhados pelo mundo e as gravações ficam disponíveis por sete dias. Não há como apagar ou destruir os arquivos”, explica o franqueado.
Além disso, as câmeras podem ser acompanhadas através de um aplicativo no celular, que permite acionar o botão de alerta para chamar atenção da operadora que estiver recebendo as informações, sejam as empresas de segurança, vigia noturno do bairro, ronda de condomínio, e caso tenha a adesão do município, também podem ser disponibilizadas estas imagens para acompanhamento da Guarda Municipal. “Este alerta tem o registro individual do usuário, que permite o acompanhamento para que não haja trotes ou brincadeiras, sendo possível responsabilizar o dono do aparelho. Uma tela se destacará e os agentes de segurança poderão observar o local e verificar a necessidade de destacar uma viatura, podendo acionar os órgãos competentes para o atendimento da ocorrência, como bombeiros, equipe de trânsito, ambulância, enfim, é muito útil”.
Eduardo da Cruz também destaca que é possível criar rede de segurança de acordo com a necessidade de cliente. “Podemos instalar pontos em bairros, em condomínios, escolas, creches e outros locais e permitir visualização das câmeras para grupos e usuários distintos.

Exemplos

Vinhedo é a cidade mais segura para se viver no Brasil, de acordo com uma pesquisa divulgada pela empresa Urban System Brasil e a atual administração já firmou parceria para que em breve as câmeras do ‘Vigilância Solidária’ passem a fazer parte do monitoramento feito pela Guarda Municipal. Na cidade de São Paulo, a Prefeitura também está aderiu ao programa e quer ter mais de 10 mil câmeras instaladas até o ano de 2.020.
“É atingir os chamados ‘pontos cegos’ da cidade, já que normalmente são instalados pontos de vigilância nas entradas e saídas do município, nas principais avenidas, e algumas áreas ficam descobertas. Quando os moradores se reúnem, instalam câmeras e disponibilizam o acesso também a órgãos como Guarda Municipal, Polícia Militar e Civil para investigações futuras. É uma maneira de fortalecer a segurança da cidade”, considera Eduardo da Cruz.
Em Itupeva, atualmente, há 13 câmeras já instaladas e algumas estão abertas ao acesso público. A expectativa é que os locais possam ser ampliados e as parcerias com as forças de segurança sejam firmadas. “Os custos são bem baixos, com valores em torno de R$ 39,90, e é a contribuição que podemos oferecer para tornar Itupeva mais tranquila”.
Este sistema é também o único que consegue trabalhar em parceria com o ‘Detecta’, usado pela Polícia do Estado de São Paulo e que pode auxiliar na localização de veículos roubados, por exemplo. “A tecnologia é o grande diferencial deste sistema, já que as câmeras tem alta resolução e boa definição de imagem, além da possibilidade de customizar o acesso a grupos fechados, como de um bairro, de uma escola, de uma região ou cidade, conforme a necessidade e quantidade de pessoas que podem ou não acessar as imagens”, explica Eduardo da Cruz.

Como acessar o ‘Vigilância Solidária’




As câmeras atualmente abertas ao público em geral podem ser acessadas através do site vigilanciasolidaria.online/login, utilizando o usuário itupevaroom@agentseg.com.br e senha 1.

Pelo celular, é possível baixar o aplicativo chamado ‘Vigilância Solidária’.

As informações são do Jornal Olhar Itupeva


4 comentários:

  1. Interessante, mas a senha de acesso não funciona!

    ResponderExcluir
  2. A senha está errada, alguém sabe qual é agora?

    ResponderExcluir

Post Top Ad