Educadora Infantil de Itupeva desconvocada pela prefeitura desabafa, após 6 meses de espera - Itupeva Agora

Agora

Post Top Ad

03 julho, 2017

Educadora Infantil de Itupeva desconvocada pela prefeitura desabafa, após 6 meses de espera



Nossa equipe recebeu o pedido de uma das Educadoras Infantis, via inbox e Whatsapp, solicitando espaço para um desabafo sobre a situação que ocorre, desde o início do ano, após as 18 educadoras convocadas para assumirem o cargo depois da aprovação no concurso público, serem desconvocadas.
A ação da prefeitura foi com base no contingenciamento de 120 dias, decretado pelo prefeito sob alegação de falta de verbas.
A prefeitura também entrou com pedido de investigação para cancelar o concurso, alegando irregularidades, mas voltou atrás e desistiu do pedido.

A revolta das convocadas é grande, elas alegam que várias largaram seus antigos empregos e fizeram todos os procedimentos para admissão, e agora esperam desempregadas 6 meses para assumir seus cargos de direito por terem passado no concurso, no entanto, sem nenhuma esperança ou resposta de quando irão iniciar a trabalhar.

Tentamos contato com a prefeitura solicitando uma posição o concurso público, porém, por não informamos o nome da educadora, que solicitou sigilo em sua identidade, por medo de represálias, a Prefeitura ainda não se manifestou.

Desabafo da Educadora Infantil:
E SE FOSSE COM VOCÊ? ENFRENTARIA o adversário ou iria acovardar-se? Um povo NÃO deve deixar que lhes ROUBEM OS DIREITOS conquistados com dura luta!!! 18 MULHERES prestam um CONCURSO publico da CIDADE DE ITUPEVA para educador infantil, elas são nomeadas e convocadas, A PREFEITURA SOLICITA toda a documentação, sendo um desses documentos a BAIXA DA CARTEIRA, isso mesmo um dos requisitos para a posse da vaga é a comprovação de que o futuro funcionário público não esteja trabalhando, o prazo foi dado e as candidatas assim o fizeram: PEDIRAM A DEMISSÃO DOS SEUS EMPREGOS para que pudessem TOMAR POSSE de seus respectivos cargos de EDUCADOR INFANTIL. Mas, O SONHO VIROU PESADELO, após a entrega dos documentos e dos exames médicos de admissão, A PREFEITURA ALEGOU pouco depois CONTINGÊNCIA FINANCEIRA por 120 dias. Porém, essa foi apenas uma das DESCULPAS INFUNDADAS, pois já são 6 MESES que essas MULHERES AGORA DESEMPREGADAS, estão esperando para tomar posse de suas vagas. São 6 meses que elas tem seus DIREITOS VIOLADOS... São 6 meses que negam aos seus filhos coisas simples e básicas pois estão sem condições... São 6 meses que as contas chegam e o DESESPERO BATE... São 6 meses de DESGASTE FÍSICO E EMOCIONAL atrás de respostas e posicionamento... Em um PAÍS que se situa entre os RECORDISTAS MUNDIAIS DE DESIGUALDADE SOCIAL, como um ÓRGÃO PÚBLICO consegue descaradamente deixar 18 MULHERES DESEMPREGADAS e não lhe darem respostas claras e objetivas haja vista que nada impede o direito conquistado de suas vagas? Enquanto isso NOSSAS CRIANÇAS de Itupeva são diretamente AFETADAS por toda essa situação. De que maneira? Ora o concurso foi realizado para suprir a necessidade da demanda nas creches, ou seja, as CRIANÇAS DE ITUPEVA estão tendo os seus direitos negados, pois os educadores não podem tomar a posse de suas vagas para exercer essa profissão tão ESSENCIAL E PRIMORDIAL que é ZELAR pelo cuidado e EDUCAÇÃO das crianças. Trazemos essa história, pois LUTAMOS POR UMA SOCIEDADE LIVRE, JUSTA E SOLIDÁRIA, ao enfrentamento de forças conservadoras e interesses de minorias que lhe fazem resistência, queremos que a CONQUISTA DE UM SE REVERTA EM BENEFÍCIO DE TODOS, CHEGA DE FARSA DA DEMOCRACIA, DA LIBERDADE, DA IGUALDADE.⁠⁠⁠⁠

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad