GM detém mulher em Jundiaí que fez comentário incitando crime no Facebook - Itupeva Agora

Agora

17 junho, 2017

GM detém mulher em Jundiaí que fez comentário incitando crime no Facebook


'Podia ter colocado fogo nas viaturas', escreveu a mulher. Caso é o segundo registrado em 24 horas na cidade devido a confusão entre PMs e moradores na Vila Marlene.

A Guarda Municipal de Jundiaí (SP) deteve uma mulher nesta sexta-feira (16) por fazer apologia ao crime nas redes sociais. Este é o segundo caso similar registrado na cidade em um dia, já que na quinta-feira (15) uma jovem de 19 anos também foi detida e levada à delegacia por ameaçar policiais no Facebook.

Nesta sexta-feira, a GM localizou a mulher na rua Miguel Barretto Mattar, no Jardim Tamoio, por um comentário feito na terça-feira (13) no Facebook em que ela dizia: "Gostei podia ter colocado fogo nas viaturas [sic]". A mulher que escreveu o comentário foi levada à delegacia e liberada. Ela vai responder em liberdade por incitação e apologia ao crime. O comentário foi feito no post de um jornal da região que noticiava uma ocorrência na Vila Marlene, na segunda-feira (12). Na ocasião, um PM e um morador ficaram feridos durante uma confusão, que começou depois que suspeitos de tráfico de drogas foram abordados e fugiram.

A dupla, segundo a corporação, começou a jogar pedras e garrafas contra os policiais. Em seguida, a arma de um policial disparou acidentalmente quando um dos suspeitos tentou tirá-la do oficial. O tiro acertou a perna de um morador.


Guarda Municipal detém mulher em Jundiaí que fez comentário incitando crime no Facebook

Outro caso

Na quinta-feira, uma jovem de 19 anos foi detida por apologia ao crime e ameaça em Jundiaí. Na publicação, ela declarou: "Amo bandido. Odeio polícia só pq é favela dano tiro perto das crianças mata os policia é a nossa meta [sic]".

A jovem ainda continuou com as ofensas nos comentários do post. "Tinha q junta td mundo q não é verme e mata eles queria vê da pezo LIXOS [sic]", completou. A publicação também teria sido motivada pela ocorrência envolvendo PMs e suspeitos na Vila Marlene. Segundo a Polícia Militar, ela vai responder em liberdade por apologia ao crime e ameaça.

A pena por cada crime pode chegar a seis meses de detenção ou multa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad