Preso, criador do jogo "Baleia Azul" diz que estava "limpando o lixo da sociedade" - Itupeva Agora

Agora

17 maio, 2017

Preso, criador do jogo "Baleia Azul" diz que estava "limpando o lixo da sociedade"


Um dos criadores do jogo de suicídio Baleia Azul afirmou que vê suas vítimas como “lixo biológico”. Preso e em julgamento por incitar o suicídio de 16 garotas, o russo Philipp Budeikin, de 21 anos, confessou os crimes e disse à polícia que estava “limpando a sociedade”.
Budeikin disse à polícia que a série de suicídios provocados pelo fenômeno virtual é uma forma de “limpar a sociedade” e que as vítimas eram um “desperdício biológico” e que morreram felizes.
Ligado à morte de mais de 100 jovens ao redor do mundo, o jogo consiste em uma série de tarefas que os jovens deveriam executar em um período de 50 dias e inclui assistir a filmes de terror, acordar no meio da noite para se automutilar até chegar o dia de tirar a própria vida.
Budekin responde formalmente por acusação de incitar o suicídio de ao menos 16 jovens pelo mundo desde 2013. Depois de preso, já recebeu dezenas de cartas de amor de adolescentes. No Brasil, o jogo fez uma vítima em Minas Gerais e houve relatos de tentativas de suicídio relacionado ao jogo também no Paraná, São Paulo, Bahia e Piauí.
O jogo é conhecido pela comunidade online “F57”. Quando criado, o russo disse que “Esteve pensando na ideia por cinco anos, e era necessário distinguir pessoas normais de lixo biológico”.

Com informações do Daily Mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad