Empresa para serviços e caçambas se acumulam com entulho em Jundiaí - Itupeva Agora

Agora

15 fevereiro, 2017

Empresa para serviços e caçambas se acumulam com entulho em Jundiaí


A empresa responsável pela triagem de todo o entulho produzido em Jundiaí impediu os caminhões de depositar as caçambas no local. Os veículos que tentam entrar são barrados e informados por um cartaz que o motivo da paralisação é o atraso no repasse de verba da prefeitura desde agosto do ano passado.
Pelo menos 30 empresas que recolhem entulho, principalmente da construção civil, estão impedidas de depositar o material. A empresa terceirizada recebe e dá a destinação final a todo entulho gerado na cidade, quase 20 mil toneladas por mês.
A assessoria de imprensa da Prefeitura de Jundiaí confirmou a dívida estimada em R$ 8.671 milhões e informou que faria uma reunião na noite de quarta-feira (14) com os representantes da empresa.
Sem conseguir descarregar o entulho, os motoristas estão abandonando as caçambas cheias ao lado da empresa. Em uma avenida perto do local, é possível ver pelo menos 200 caçambas dos dois lados. O que preocupa é que muitos objetos podem acumular água.
Daniel Gobbo não pensou duas vezes antes de descarregar as caçambas na calçada mesmo. É a única forma que tem para manter o serviço. "Estamos fazendo isso até ter caçamba para trabalhar, depois não sabemos como vai ser. Deve parar de uma vez"
A vice-presidente da associação dos caçambeiros de Jundiaí, que representa 80% das empresas do setor, diz que todos foram pegos de surpresa. "As caçambas cheias são despejadas no local e o material vai para a triagem. Em seguida, a caçamba vai para relocação. Nós estamos com dois problemas: despejar e realugar. Não existe um plano B ou outra alternativa, portanto, dependemos disso e precisamos de uma solução urgente", afirma Malu Biguetto Zuin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad