Ainda sem prazo para liberação, Vale-combustível de servidores terá novas regras - Itupeva Agora

Agora

18 fevereiro, 2017

Ainda sem prazo para liberação, Vale-combustível de servidores terá novas regras

O prefeito Marcão Marchi se reuniu com o SindServ nessa sexta-feira, 17, e definiu como será pago o auxílio-combustível. De acordo com o novo decreto assinado, o cálculo será com base na distância, tendo o Paço Municipal como ponto de partida. Assim, para quem se desloca até 5 quilômetros para o trabalho, o valor do benefício será 22 vezes o do transporte público (atualmente em R$ 3,60). Dos 5,01km até 10km, serão pagos 44 vezes o valor do vale-transporte e acima de 10km de distância serão 88 vezes. "O maior benefício, acima de 10km, terá um teto máximo de R$ 316,80 no mês, muito diferente do que era praticado no antigo governo", comentou o secretário da Fazenda, Celso Colletti. A medida, divulgada por meio do site oficial da Prefeitura, não explica, no entanto, se para os servidores lotados em outros locais de trabalho que não o Paço Municipal, o cálculo será feito baseado nesse local, como por exemplo professores, servidores da Saúde, entre outros, que trabalham em bairros mais afastados.
O cálculo realizado até então utilizava como base o gasto que seria feito com transporte público no mês pelo servidor e convertia o valor em crédito no Fitcard para abastecer o veículo no posto. O prefeito chegou a afirmar, embora sem dar detalhes ou apresentar provas, de que havia servidor que recebia até 1,8 mil por mês no vale-combustível, o que significa que talvez ele tivesse de vir de outro estado para justificar o gasto. Lembrando que o benefício é concedido apenas a servidores efetivos, comissionados não contavam com o auxílio e, segundo Marchi, continuarão não contando. 
O secretário de Gestão e Negócios Jurídicos, Cléber Gomes de Castro também explicou que todos os funcionários que recebem o benefício terão de comprovar as distâncias percorridas. "Faremos um recadastramento de todos por meio dos comprovantes de endereço e outros documentos", afirmou. Apesar disso, não foram dados prazos de quando isso será feito e a partir de que data os servidores poderão voltar a contar com o benefício. 
Ainda, na mesma reunião, foi definida a entrega da cesta básica para os dias 2, 3, 6 e 7 de março, o que significa que no mês de fevereiro não haverá entrega. O prefeito também afirmou que cargos comissionados (foram contratados cerca de 250 desde o início do ano) não terão os benefícios por enquanto. Apesar disso, ele não quis se manifestar sobre o reajuste de salários desses cargos, em 9,28% para os níveis mais baixos e 18% para prefeito, vice, secretários e outros.
Na próxima segunda, prefeito e Sindicato se reunem novamente para falar sobre o pagamento da segunda parcela do 13º salário, que segue atrasada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad