Instrutor de sobriedade conscientiza jovens atletas em Itupeva - Itupeva Agora

Agora

20 julho, 2016

Instrutor de sobriedade conscientiza jovens atletas em Itupeva


O instrutor de sobriedade, Marcello Canelas, vem acompanhando desde o mês de abril todos os alunos do esporte do programa “O Esporte Muda sua Vida”, realizado pela prefeitura de Itupeva, que atende atualmente 2600 alunos de todas as faixas etárias, em 7 praças esportivas espalhadas pela cidade, além do Centro, com as modalidades de: Basquete; Caminhada (terceira idade); Caratê, Circo Social; Dança de Salão; Futebol; Futebol Americano; Futsal; Ginástica; Ginástica Rítmica, Handebol; Hidroginástica; Judô; Natação; Pilates; Taekwondo; Tênis de Campo e Voleibol, Vôlei adaptado.

O acompanhamento visa prevenir e conscientizar os atletas itupevenses sobre os perigos do mundo da dependência química, e Canelas explica durante as aulas todos os males que o vício traz para a vida da pessoas com a segurança e experiência de quem está sóbrio desde 2002, sobre a sua experiência desde os 9 anos de idade (quando experimentou pela primeira vez o álcool) até seu auge nas drogas, quando trocou o papel de figurante na guerra da vida para ser protagonista dentro da prisão da dependência química.

“O meu trabalho é mostrar que existe sim um caminho para sair desse caminho”, diz Canelas que explica das tentações do vicio e como se pode viver longe dele “se eu falar para eles que as drogas são ruins eu vou estar mentindo, tenho que mostrar para eles que aquilo pode dar uma sensação boa, vai causar uma consequência ruim” destacou.

As drogas é um problema que não é especifico apenas do Brasil, em um relatório divulgado no ano de 2014, pela ONU (Organização das Nações Unidas) apontou que cerca de 5% da população mundial entre 15 e 64 anos, o que corresponde a uma média de 243 milhões de pessoas, são usuários de drogas ilícitas. O relatório ainda destacou que o consumo e o tráfico de cocaína aumentaram na América do Sul, particularmente no Brasil. Este acréscimo ocorreu apesar da menor disponibilidade global da droga, com a queda na produção de 2007 a 2012.

Usando mantra “Droga? Diga não”, Canelas repete isso inúmeras vezes ao dia, para jovens de 8 anos de idade a senhores e senhoras de 75 anos, mostrando assim que após uma vida cheia de altos e baixos, passando pelo vicio do álcool e das drogas ilícitas ele escolheu o caminho mais complicado para viver, e personificou Dante, da Divina Comédia, passando e enfrentando todos os riscos do inferno, tentando se redimir no purgatório e hoje vive no paraíso da sobriedade, no qual ele destaca com toda a sua experiencia, que as drogas não é apenas um problema do usuário e sim de todos: “As drogas não é um problema apenas de quem se droga, o álcool não é um problema apenas dos alcoólatras, esses são problemas de todos nós, de nossa sociedade, porque isso interfere na vida de todos.”.
Professor da modalidade de futebol americano, Fernando Antônio da Silva, viu Canelas falar diversas vezes com seus alunos e destaca a forma como Marcello lida e se comunica como eles. Para Fernando as palavras de Canelas atinge em fundo a juventude: “Vejo isso como um trabalho muito amplo e que vem de encontro a filosofia do esporte, e mostra para nossos jovens atletas o caminho certo. É valido a mensagem que ele passa para estes jovens, ela é fundamental para orientarmos eles.”.

Professoras das meninas do voleibol de 8 à 17 anos e das senhoras do vôlei adaptado (que vão dos 55 até 75 anos), Adriana Arista também achou essa iniciativa importante, para ela elogiou as abordagens especificas para cada idade esse projeto abriu um espaço para a reflexão dentro das aulas: “Ele falou com meus alunos, desde as crianças até os da terceira idade, abordando o tema de formar diferentes para cada faixa etária. Com isso ele também abriu um espaço de reflexão.”.

O trabalho não se limita apenas a conversar com atletas, durante os treino Canelas conversa com os pais dos alunos, mostrando caminhos para que os pais possam afastar seus filhos do caminho dos vícios: “Procuro mostrar para eles instruírem seus filhos para que eles enfrentem tudo isso, para que quando eles passarem por algumas situações que a vida prega, eles possam passar com propriedade. ”. Marcello ainda deixa para os pais uma dica de que para eles possam ajudar e caminharem juntos com seus filhos para e enfrentarem a 'área de risco', o amor: “Temos que ensinar a nossos filhos a serem felizes, porque hoje as pessoas querem ser felizes depois que compram um celular, depois que começam a namorar e esquecem de serem felizes.”.

Palestra no Centro de Convivência do Idoso


Apresentando a palestra “Drogas? Digas não”, no Centro de Convivência do Idoso, CCI, Marcello Canelas apresentou durante uma hora e meia as suas experiências com a dependência química, a luta contra o vicio e a vida sem as drogas.

Coaching do workshop “Mapa da Vida”, atividade que aconteceu durante todo o mês de junho no CCI, Valter Assis prestigiou a palestra “Drogas? Diga não” e destacou que Marcelo fala sobre um assunto que é uma fato, mas que as pessoas não conversam sobre ele: “A palestra traz um elemento novo ao falar da dependência química, e principalmente é novo não apenas porque ele fala o que muitos não querem falar, mesmo isso sendo um fato em nossa sociedade, mas pela forma como ele aborda, ele resgata valores desde o patriotismo até questões como direitos e deveres de um ser humano. O Marcelo também citou alguns exemplos e falou de alguns pequenos gestos que falamos para nossas crianças que mudam para sempre as vidas delas.”.

Para a frequentadora do CCI, a senhora da melhor idade, Maria Gorete, 68 anos, disse ter refletido muito durante a palestra: “Estou me sentindo mais preparada para exercer o meu papel de mãe e avó, o de educar. Refleti muito enquanto ele falava, vi meus erros e acertos durante a vida e por isso estou mais preparada.”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad